Infantil







A rima sapeca

O menino risonho
Abriu o seu livro
Dentro de um sonho

O sonho era doido
E seu dono dormia
Na casa vazia
Dormia, dormia

No meio do sonho
O menino risonho
Olhou para cima

No teto da casa
Ele viu uma rima

Subiu as escadas
Numa gargalhada:
Eu pego! Eu te pego,
Sua rima safada!

Que nada! A rima fugia.
Que rima sapeca!
Se riu o menino.

Foi à biblioteca
Correndo atrás dela.

A rima era esperta,
Voava no teto.

Com as mãos bem abertas
Dizia ao menino:
-    Vem me pegar, vem!

Te pego na certa!
Ele dizia se rindo,
E corria corria...

A rima era em “onho”
E se escapuliu
Pra dentro de um sonho



Este poema foi publicado em livro didático, Coleção Crescer em Sabedoria, Língua Portugesa (6º ano), pelo Sistema de Ensino Mackenzie em 2010 e 2014.

Integra um livro de poesia infantil que permanece inédito  na íntegra, intitulado João Doido no mundo da rima (2010). 

Torbellino e os Relógios é um outro projeto de livro infantil, que conta a história de Torbellino, o maior e mais temido animal do reino, e seu encontro com a cantora Baleia Bela. Eles terão que conviver com os Relógios, estranhos seres que até então sempre causaram medo e indignação no reino. A partir do seu contato com as canções de Bela, até mesmo os misteriosos Relógios passam a mostrar seu outro lado.






Telma Scherer, Tornado, 2015, 21cmx29cm, pastel






Telma Scherer, 2013, sem título, 21cmx29cm, pastel